Laboratório Takeda aguarda aprovação da vacina contra a dengue para aplicação no SUS

O Ministério da Saúde tem até abril de 2024 para concluir a análise do dossiê técnico enviado pela Takeda sobre a Qdenga. FOTO: Renato AraúJo - Agência Brasília

Etiene Ramos

A biofarmacêutica Takeda está otimista e espera uma decisão favorável da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) sobre a inclusão da vacina contra a dengue, Qdenga, no Sistema Único de Saúde (SUS).

A fabricante da Qdenga submeteu dossiê técnico à Conitec que, de acordo com o fluxo de incorporação de tecnologia, tem 180 dias para análise. O prazo pode ser prorrogado por mais 90 dias, assim, a avaliação do colegiado deve ser concluída em janeiro de 2024, prazo prorrogável até abril de 2024.

As declarações foram feitas na última terça-feira (14), pela diretora médica da Takeda Brasil, Vivian Lee, durante a coletiva de imprensa “Dengue: o impacto da doença no Brasil”, disponível na internet.

Em nota após a coletiva, a empresa ressalta que em nenhum momento afirmou que a vacina Qdenga estará disponível para a população brasileira no início do ano, como foi publicado por alguns veículso de notícias.  “A aprovação na Conitec não significa o fornecimento imediato da vacina, visto que o processo ainda passa por outras instâncias de aprovação do Ministério da Saúde”, diz a nota.

No comunicado, a Takeda afirma que “está comprometida e empenhada em priorizar que os brasileiros tenham acesso à vacina e se mantém à disposição do Ministério da Saúde para negociar e avaliar o melhor modelo de vacinação contra a dengue com a nossa vacina Qdenga”. A empresa diz ainda que o imunizante  tem o potencial de ser um pilar importante na estratégia de combate à dengue.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*