Pesquisa da Anahp e da ABSS revela dados inéditos sobre uso de Inteligência Artificial em hospitais privados

A IA é considerada uma ferramenta para melhorar a eficiência, a precisão e a qualidade dos serviços de saúde. FOTO: Pexels/Pavel Danilyuk

 

Da Redação

A Inteligência Artificial (IA) surge como ferramenta imprescindível para a melhoria da gestão hospitalar e assistência à saúde. É o que mostra levantamento inédito da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) junto aos seus associados, trazendo dados sobre o uso da IA em hospitais brasileiros.

O mapeamento foi realizado durante os meses de julho, agosto e setembro de 2023, em parceria com a  Associação Brasileira de Startups de Saúde (ABSS) e patrocínio da Bionexo.

O objetivo da pesquisa, segundo o coordenador do GT Tecnologia e Inovação em Saúde da Anahp e gerente médico de Saúde Digital do Hospital Moinhos de Vento, Felipe Cabral, é compreender o grau de maturidade dos hospitais para o uso da tecnologia, além de balizar a criação e aperfeiçoamento de soluções com IA para o setor hospitalar.

Dos 45 hospitais pesquisados, 55,1% afirmam ter investido, nos últimos dois anos, em soluções que têm a IA como base para a entrega de valor de resolução dos problemas e 62,5% declaram que já utilizam a tecnologia de alguma forma em seus processos. Entre eles estão a criação de chatbots de atendimento, ampliação da segurança da informação e apoio à decisão clínica, além de aperfeiçoamento nas análises de imagens médicas.

A pesquisa revela ainda que 51% dos hospitais que investiram em IA obtiveram resultados práticos. “Esse dado, certamente, é um indicativo de que a IA está sendo vista como importante ferramenta para melhorar a eficiência, a precisão e a qualidade dos serviços de saúde. Contudo, a forma como vem sendo utilizada ainda foca mais nas situações administrativas, tendo um campo bastante amplo para expansão nas atividades clínicas”, detalha o coordenador.

No entanto, conforme explica Cabral, as instituições ainda encontram algumas barreiras para avançar na área. Entre os principais desafios citados na pesquisa estão a falta de interoperabilidade sistêmica e o custo elevado de implantação. “A dificuldade para engajar o corpo clínico e segurança dos dados também foram elencados pelos participantes como pontos que precisam ser superados para que a implantação da IA seja bem-sucedida”, destaca o especialista.

Presença humana é fundamental

Para garantir maior segurança e suporte aos hospitais que buscam inovar, segundo ele, o crescimento da IA nos hospitais deve ser acompanhado de perto por reguladores e profissionais de saúde, assegurando que seja feito de forma ética e responsável. “Com o avanço da IA de forma segura e consistente, é provável que surjam novas aplicações e melhorias nas soluções existentes, tornando a IA ainda mais atraente para os hospitais. Assim, na medida em que mais hospitais implementam soluções de IA e demonstram melhorias tangíveis na qualidade dos cuidados de saúde e na eficiência operacional, outros hospitais serão incentivados a seguir o exemplo”, completa.

Conahp 2023

Diante da perspectiva de ampliação dos investimentos em IA no setor hospitalar, o estudo aponta que 38% dos entrevistados acreditam nas startups para trazer novas abordagens aos desafios da implementação da tecnologia. Esta será uma das temáticas principais do Conahp 2023 – Congresso Nacional de Hospitais Privados, promovido pela Anahp, de 18 a 19 de outubro, em São Paulo.

Considerado o encontro mais importante do setor no país, o evento terá um palco estratégico para debates entre especialistas sobre os desafios e a aplicabilidade da IA nos hospitais. Serão compartilhados cases nacionais e internacionais sobre experiências positivas com o uso da tecnologia nas diversas áreas da saúde.

Nesta edição, o Conah realiza mais uma vez o Desafio de Inovação, projeto focado em startups que desenvolvem soluções inovadoras capazes de interessar a hospitais e outros participantes do evento. Na edição 2023, o desafio receberá projetos de startups que apresentem soluções de IA dentro dos pilares: Modelo Assistencial, Modelo de Gestão e Processos e Atendimento e Experiência do Paciente.

Com inscrições no site do Conahp, o programa irá contribuir para capacitar e acelerar o processo de inovação e transformação digital nos hospitais. Para Rafael Barbosa, CEO da Bionexo, a parceria com a Anahp é um caminho para fomentar a inovação, que é pautada em conexões. “Como empresa de tecnologia que há anos investe em inovação, temos responsabilidade em fomentar o avanço do setor na criação e adoção de tecnologia. Acreditamos que inovação se faz juntos, de portas abertas, criando conexões como as que propomos. É uma honra poder puxar esta frente de startups de IA na saúde junto com a Anahp”, afirma.

Já de acordo com Helen Mazarakis, diretora Operacional da ABSS, também parceira da Anahp nesse projeto, a oportunidade abre caminhos para estimular uma grande mudança no cenário da saúde no Brasil. “Temos, hoje, uma ampla gama de possibilidades e recursos que podem ser utilizados para o desenvolvimento do setor.  Os principais ganhos são a melhoria da assistência à saúde e a ampliação do acesso a serviços de qualidade. Para nós, o Desafio de Inovação do Conahp 2023 é uma oportunidade de aproximar startups das instituições, gerando soluções efetivas e alinhadas às principais dores do mercado de saúde”, finaliza.

Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas aqui.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*